Marlene

Os versos, as rimas, os sonhos nos dão tranquilidade e paz!

Meu Diário
09/06/2007 17h23
Argila de Raul de Leoni
Li certa vez, por ocasião de um trabalho escolar, as poesias de Raul de Leone. Fiquei fã. Um escritor de tal estirpe tão mal conhecido. Aqui vou gravar mais uma poesia maravilhosa dele na esperança de que alguém o leia e comece a conhecê-lo um pouco.É. Um pouco pois os poetas não se mostram de todo. Escondem-se nos vfersos, nas tramas do texto. Nós é que deduzimos o que eles pensam.



Argila


Nascemos um para o outro, dessa argila
De que são feitas as criaturas raras;
Tens legendas pagãs nas carnes claras
E eu tenho a alma dos faunos na pupila...


Às belezas heróicas te comparas
E em mim a luz olímpica cintila,
Gritam em nós todas as nobres taras
Daquela Grécia esplêndida e tranquila...


É tanta a glória que nos encaminha
Em nosso amor de seleção, profundo,
Que (ouço ao longe o oráculo de Elêusis)


Se um dia eu fosse teu e fosses minha,
O nosso amor conceberia um mundo
E do teu ventre nasceriam deuses...

Publicado por MVA em 09/06/2007 às 17h23



Site do Escritor criado por Recanto das Letras