Marlene

Os versos, as rimas, os sonhos nos dão tranquilidade e paz!

Meu Diário
16/01/2009 01h48
Soneto CV
Não chame o meu amor de Idolatria
Nem de Ídolo realce a quem amo,
Pois todo o meu cantar a um só se alia
E de uma só maneira eu o proclamo.
É hoje e sempre o meu amor galate,
Inalterável , em grande excelência;
Por isso minha rima é tão constante
A uma só coisa e exvclui a diferença
"Beleza, Bem, Verdade", eis o que exprimo;
"Beleza, Bem, Verdade", todo o acento;
E em tal mudança está tudo o que primo
Em três temas de amplo movimento
"Beleza, Bem, Verdade", sós, outrora;
Num mesmo ser vivem juntos agora.

William Sheakespeare

Publicado por MVA em 16/01/2009 às 01h48
Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.



Site do Escritor criado por Recanto das Letras