Marlene

Os versos, as rimas, os sonhos nos dão tranquilidade e paz!

Meu Diário
14/03/2008 03h46
Medos de Minha Alma

 


 


Este ano está chegando ao seu final.


Também  será que o medo, esse, vai?


Quero assim libertar-me desse mal


Abrir meu coração, não chorar mais.


 


Não quero mais o medo de cair


Nem mesmo o medo de me levantar


Não quero ter medo de decisão


Da indecisão quero me libertar


 


Chegar no dia último, sem medo


De me  embriagar na taça  da luz e força


Prá beber, da coragem, essa água.


 


Vou pedir para ter bons olhos de ver


Bons ouvidos para escutar o meu coração;


Pra libertar do medo e bem viver.


 


( Marlene Vieira Aragão )


São Paulo, 21 de dezembro de 2007.


Publicado por MVA em 14/03/2008 às 03h46



Site do Escritor criado por Recanto das Letras